Diversos processos seletivos disponíveis no PRS - Cerrado

O Projeto Rural Sustentável - Cerrado está com seis oportunidades abertas em diferentes áreas: Assessor(a) Administrativo de Campo; Assessor(a) Técnico de Campo; Coordenador(a) Técnico Estadual - MG; Assessoria de Benefícios Coletivos; Gerência de Comunicação e Gerência Executiva em Sistematização de Resultados. Interessados(as) têm até 31 de outubro para submeter a candidatura. 

Para todas as vagas, a contratação será por meio de pessoa jurídica e é necessário disponibilidade para viagens, que serão previamente acordadas conforme as demandas do projeto. Com exceção da vaga para Minas Gerais, os(as) candidatos(as) devem residir em Brasília para trabalho presencial, com disponibilização de espaço físico e condições para o desenvolvimento das atividades na sede do IABS. 

É desejável, porém não obrigatório, conhecimento da língua inglesa.

 

Acesse os Termos de Referência:

Assessor(a) Administrativo de Campo 
Assessor(a) Técnico de Campo 
Coordenador(a) Técnico Estadual - Minas Gerais
Assessoria de Benefícios Coletivos
Gerência de Comunicação
Gerência Executiva em Sistematização de Resultados 


Edital de Pesquisa e Desenvolvimento tem mais três propostas aprovadas

O Edital de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do PRS - Cerrado teve mais três propostas aprovadas neste mês de setembro. Os parceiros institucionais disponibilizaram recurso adicional para investimento em projetos de pesquisa que se destacaram no processo seletivo, em razão da qualidade das propostas. 

Ao todo, foram 23 projetos aprovados no Edital de P&D. São seis em Goiás, seis em Minas Gerais, quatro em Mato Grosso do Sul e sete em Mato Grosso. Entre as instituições que compõem a lista final, há universidades e institutos federais, empresas públicas, institutos de pesquisa e instituições do terceiro setor. As propostas aprovadas passaram pela análise de elegibilidade, análise e julgamento pelo Comitê-Avaliador Técnico Científico, seleção pelo Comitê Estratégico, e avaliação pela equipe técnica do IABS. 

Veja aqui o resultado do Edital de P&D .


Saiba mais sobre as áreas que as instituições de ATER pretendem atuar

O Edital de Pré-qualificação de Instituições de ATER do PRS - Cerrado teve 128 pré-qualificações. No momento do cadastramento no processo seletivo, essas instituições responderam a uma enquete em que apontavam em qual área têm interesse em atuar na prestação de assistência técnica e extensão rural nas propriedades rurais participantes do projeto. Pelo resultado, 17% pretendem atuar na implantação e manejo de sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e suas modalidades; 17% na Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD); e 15% na gestão da propriedade rural. 

Todas essas temáticas serão amplamente abordadas na capacitação que será oferecida pelo projeto às ATERs e seus agentes de assistência técnica (ATECs). Essa capacitação visa fortalecer as empresas e os(as) técnicos(as) para atender os(as) produtores(as) na implementação das tecnologias de baixa emissão de carbono. “Para prestação dessa assistência técnica, os(as) técnicos(as) vão fazer um diagnóstico da propriedade para entender quais são as potencialidades e desafios para o(a) produtor(a). A partir desse diagnóstico, o(a) técnico(a) vai auxiliá-lo(a) nas adequações necessárias através do plano de ATER”, explica Marina Lima, gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) do PRS - Cerrado. 

A capacitação técnica é aberta e será oferecida por meio do Ensino a Distância (EaD) e atividades presenciais. “Observamos que precisamos fortalecer a capacitação técnica dos(as) técnicos(as) e empresas para atender produtores(as) rurais nas tecnologias de baixa emissão de carbono”, completa Marina. 

Importante: Para a contratação das instituições de ATER que irão prestar os serviços nas Unidades Demonstrativas (UDs) e Unidades Multiplicadoras (UMs) participantes do projeto, serão iniciados novos processos seletivos. Se a sua instituição está pré-qualificada sem pendência, fique atento(a). Logo mais teremos notícias sobre os futuros editais.

Confira aqui o resultado integrado da 1ª e 2ª Chamada de Pré-qualificação de instituições de ATER


Chamada de ATER: pré-qualificadas 128 instituições e mais de 600 ATECs

Voltada para capacitação e qualificação de instituições de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) nos temas gerenciais apoiados pelo PRS - Cerrado, a Chamada de Pré-qualificação de Instituições de ATER teve 128 pré-qualificações, sendo que 26 dessas apresentaram pendências documentais ou não atingiram critérios mínimos de elegibilidade do edital. Quanto aos Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATECs), foram mais de 600 técnicos(as) com cadastro aprovado, sendo 69% do gênero masculino e 31% do feminino. 

Na divisão desses números por estado de atuação do projeto - GO, MG, MT e MS -, Minas Gerais foi o local com a maior quantidade de instituições pré-qualificadas, 50, seguido por Goiás, que teve 46 instituições. Mato Grosso teve 45 instituições pré-qualificadas e Mato Grosso do Sul, 32. Importante destacar que uma mesma instituição poderia indicar sua atuação em mais de um estado.

Capacitação

A partir de agora, tem início uma nova fase para as instituições pré-qualificadas. O projeto vai oferecer capacitação técnica por meio do Ensino à Distância (EaD) e atividades presenciais sobre pecuária 4.0, sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entendidas como sinônimos de Sistemas Agroflorestais, Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), crédito rural, certificação, finanças verdes, dentre outros temas.

Para a contratação das instituições de ATER que irão prestar os serviços nas Unidades Demonstrativas (UDs) e Unidades Multiplicadoras (UMs) participantes do projeto, serão iniciados novos processos seletivos. Se a sua instituição está pré-qualificada sem pendência, fique atento(a). Logo mais teremos notícias sobre os futuros editais.

As instituições pré-qualificadas com pendências não poderão concorrer nos próximos editais de prestação de serviços de ATER, mas vão poder participar das capacitações oferecidas pelo PRS - Cerrado.

 

Confira aqui o resultado integrado da 1ª e 2ª Chamada de Pré-qualificação de instituições de ATER


PRS - Cerrado cadastra cerca de 3.800 produtores(as) rurais no Edital de OSPs/UMs

Passado o período de submissões de propostas do Edital Integrado de Organizações Socioprodutivas (OSPs) e Unidades Multiplicadoras (UMs), o PRS - Cerrado teve 3.796 cadastros completos de produtores(as) rurais interessados(as) em aplicar em suas propriedades as tecnologias sustentáveis apoiadas no âmbito do projeto: Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entendida como sinônimo para Sistemas Agroflorestais, e suas modalidades. Esses cadastros de UMs estão vinculados a mais de 50 Organizações Socioprodutivas.

No cenário dividido por estado de atuação do projeto - GO, MT, MG e MS -, o número maior de cadastros foi em Mato Grosso do Sul, com 1.320 produtores(as), seguido por Minas Gerais, que teve 934 cadastros. Em Mato Grosso, foram 839 interessados(as) em ser uma Unidade Multiplicadora, e em Goiás, 703. A partir de agora, a equipe técnica do PRS - Cerrado fará as análises técnica e de elegibilidade desses cadastros para divulgar o resultado final das OSPs e dos(as) produtores(as) rurais selecionados(as).

Em um panorama geral de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, 63% dos(as) cadastrados(as) são do gênero masculino, 34% do feminino e 3% não declararam. Quanto às tecnologias cadastradas, a maior parte dos(as) interessados(as) pretende implantar Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), e na sequência aparecem as integrações Lavoura-Pecuária (ILP); Pecuária-Floresta (IPF); Lavoura-Floresta (ILF); e, por fim, Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). 

Polos de cadastramento

A mobilização de produtores(as) rurais foi um desafio em meio à pandemia. Como parte dessa estratégia, somada aos esforços de comunicação, até 01 de setembro, houve os polos de cadastramento nos quatro estados. As equipes  do projeto ficaram à disposição em Organizações Socioprodutivas e órgãos públicos parceiros para tirar dúvidas dos(as) interessados(as) sobre as atividades do PRS - Cerrado e auxiliar no cadastramento.


Lançado resultado integrado do Edital de Pré-qualificação de Instituições de ATER

O PRS - Cerrado lança nesta sexta-feira (03) o resultado integrado da 1ª e 2ª Chamada do Edital de Pré-qualificação de Instituições de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER). 

Ao todo, foram 128 instituições pré-qualificadas, que poderão participar das ações de capacitação e de outras iniciativas oferecidas pelo PRS - Cerrado. No entanto, 26 dessas apresentaram pendências documentais ou não atingiram critérios mínimos de elegibilidade do edital e, portanto, não poderão participar dos próximos editais de prestação de serviços de ATER.

O que vem pela frente?

O PRS - Cerrado vai oferecer capacitação técnica a essas instituições pré-qualificadas, por meio do Ensino à Distância (EaD) e atividades presenciais, sobre as temáticas abrangidas no âmbito do projeto: pecuária 4.0, sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entendidas como sinônimos de Sistemas Agroflorestais, Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), crédito rural, certificação, finanças verdes, dentre outros. 

Também serão iniciados novos processos seletivos, desta vez para a contratação das instituições de ATER que irão prestar os serviços nas Unidades Demonstrativas (UDs) e Unidades Multiplicadoras (UMs) participantes do PRS – Cerrado. 

Confira aqui o resultado integrado da 1ª e 2ª Chamada do Edital


Pesquisas Direcionadas: veja os principais temas dos projetos em execução

Desenvolvidas em Unidades de Referência Tecnológica e de Pesquisa da Embrapa (URTPs) e em Unidades Demonstrativas (UDs) do PRS – Cerrado, além do envolvimento das Unidades Multiplicadoras (UMs), as Pesquisas Direcionadas já iniciaram suas atividades. São quase R$ 9 milhões investidos pelo projeto em 13 pesquisas, que envolvem mais de 140 pesquisadores(as), analistas e técnicos(as). ”As Pesquisas Direcionadas tiveram origem por meio de uma oficina com vários(as) pesquisadores(as) da Embrapa que são considerados(as) referência nos três eixos centrais do PRS-Cerrado. Foram avaliados temas prioritários para a região de estudo e posteriormente  selecionados aqueles que estavam alinhados com as metas do projeto”, diz Marcella Vidal, coordenadora de Pesquisa do PRS – Cerrado.

Essas 13 pesquisas são agrupadas em 5 grandes grupos: IoT (internet das coisas); Avaliação econômica; Desmatamento evitado; Nexus água-energia-alimentação / MRV (Monitoramento, Registro e Verificação) e Sistemas de produção por meio das URTPs. Cada um desses temas majoritários apresenta uma série de linhas de pesquisa, sempre com foco nos benefícios sustentáveis para o público-alvo e com a preocupação do PRS - Cerrado em repassar o conhecimento para a sociedade de forma acessível. “Trata-se de grandes grupos guarda-chuva. Por meio deles, conseguiremos mensurar algumas das grandes metas do projeto. Por exemplo, para medir a mitigação de gases de efeito estufa (GEE) que será alcançada por meio do PRS - Cerrado, vamos trabalhar com a integração de dados gerados por essas diversas pesquisas”, exemplifica Vidal. 

Avaliação econômica
No âmbito da Avaliação econômica, com vista ao apoio e suporte econômico a produtores(as), pode-se destacar a avaliação do impacto regional da intensificação sustentável da produção rural, a aplicação de modelos a partir da verificação de preços, uso da terra e ambiente, e cenários futuros de expansão, competitividade e sustentabilidade para a agropecuária brasileira. 

IoT
Já na Internet das coisas (IoT), os temas seguem pelo caminho do desenvolvimento de tecnologias em conexão com o(a) produtor(a), como por exemplo, redes de sensores para identificação automatizada de animais, alertas de controle de pragas por redes de estações meteorológicas, e modelos de projeção da produtividade da pastagem e da ingestão de forragem pelos animais. 

Desmatamento evitado
Dentro do tema do Desmatamento evitado, o norte é estimar o desmatamento evitado e os valores de bens ecossistêmicos gerados e produzidos no bioma Cerrado. Desta forma será possível auxiliar no direcionamento de políticas e investimentos para áreas com alto risco de desmatamento ou com potencial para desenvolvimento de serviços ecossistêmicos.

Nexus água-energia-alimentação
Em outra frente, a abordagem Nexus atua de maneira conjunta com o MRV. Assim, será possível analisar as inter-relações entre os recursos água, alimento e energia, buscando aumento de produtividade e não comprometendo a segurança quanto ao acesso desses recursos, bem como permitir que os dados coletados em diferentes escalas (local e regional) sejam compatíveis entre si.

Sistemas de produção
Por fim, as pesquisas relacionadas aos Sistemas de produção são desenvolvidas nas URTPs, que correspondem a fazendas onde a Embrapa desenvolve estudos de ponta sobre as tecnologias apoiadas pelo PRS - Cerrado. Nessas pesquisas serão estudadas diferentes áreas relacionadas com a produção - balanço de carbono em sistemas ILPF, avaliação do desempenho animal, qualidade do solo, dentre outros. Esses ensaios buscam o apoio técnico científico para responder os desafios da agropecuária de baixa emissão de carbono.

As Pesquisas Direcionadas ocorrem simultaneamente ao Edital de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do PRS - Cerrado, que recentemente selecionou 20 projetos voltados para temas prioritários de estudo nas temáticas de Sustentabilidade na Produção Agropecuária,  Agricultura de baixa emissão de Carbono e também de Inovações Tecnológicas e de Mercado.

Sobre o PRS – Cerrado

O PRS - Cerrado é financiado pela Cooperação Técnica BR-T1409 aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com recursos oriundos do Financiamento Internacional do Clima do Governo do Reino Unido, tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é responsável pela execução e administração técnica, financeira e fiduciária do projeto (Convênio BID – IABS ATN/LC-1708-BR). A Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio às demais atividades executivas do projeto.


Divulgado resultado da Fase II do Edital de Pesquisa e Desenvolvimento

Está disponível o resultado da 4ª Etapa - Fase II do Edital de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do PRS - Cerrado. Ao todo, nos quatro estados de atuação do projeto - GO, MG. MT e MS -, foram 20 propostas aprovadas, sendo cinco em Goiás, seis em Minas Gerais, quatro em Mato Grosso do Sul e cinco em Mato Grosso. A alta qualidade dos projetos de pesquisa resultou no aumento do número de aprovados e também do valor global disponível ao edital, que passou para R$ 4 milhões. 

Na lista de aprovados, há universidades e institutos federais, empresas públicas, institutos de pesquisa e instituições do terceiro setor. Até a divulgação do resultado, os projetos de pesquisa passaram pela análise de elegibilidade, análise e julgamento pelo Comitê-Avaliador Técnico Científico, seleção pelo Comitê Estratégico, e avaliação pela equipe técnica do IABS. Em julho, cada um dos(as) coordenadores(as) esteve reunido com as Frentes de Pesquisa, Campo, Processos e Administrativo-financeiro do PRS - Cerrado, momento em que foram construídos em conjunto o Plano de Trabalho Detalhado e o cronograma de atividades, além da definição do prazo de execução das propostas.

O Edital de P&D

Este edital do PRS – Cerrado é voltado para a seleção de projetos inovadores de pesquisa e desenvolvimento (P&D) focados na agricultura de baixa emissão de carbono e inovações tecnológicas e de mercado em áreas do Cerrado em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. “Buscamos pesquisas inovadoras que proporcionem impactos positivos no campo para a sociedade em geral. Essa é uma maneira de viabilizar ideias inovadoras e tecer uma rede de parcerias. São esses os pontos diferenciais que trouxemos para esse edital”, explica Natassia Armacolo, gerente de editais do Projeto Rural Sustentável – Cerrado.

Veja aqui o resultado da Fase II  do Edital de P&D


Relembre o significado das siglas usadas no PRS - Cerrado

O Projeto Rural Sustentável - Cerrado tem diferentes áreas de atuação. Em cada uma delas, há siglas que são utilizadas com frequência, sejam referentes às atividades desenvolvidas, às tecnologias produtivas apoiadas ou ao arranjo institucional, além de muitas outras . Abaixo nós preparamos o significado de algumas delas. Confira:

Atividades e agentes envolvidos

ABC – Agricultura de baixa emissão de carbono
ART – Anotação de Responsabilidade Técnica
ATER – Instituição de Assistência Técnica e Extensão Rural
ATEC – Agente que presta Assistência Técnica e Extensão Rural por meio das ATERs
BCs – Benefícios Coletivos
GEE – Gases de Efeito Estufa: Dióxido de Carbono (CO2), Metano (CH4), Óxido Nitroso (N2O) e etc.
MR – Microrregião. A atuação do projeto é definida por 13 MRs, nos 4 estados atendidos (GO, MT, MG e MS).
OSP – Organização Socioprodutiva, como associações, entidades de classe, cooperativas, dentre outras.
P&D – Pesquisa e Desenvolvimento. Abreviação usada para o Edital de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento, do PRS – Cerrado.
PN – Plano de Negócios
PRS – Cerrado – Projeto Rural Sustentável – Cerrado
UD – Unidade Demonstrativa. Área-modelo na propriedade que implementou uma ou mais técnicas produtivas sustentáveis apoiadas pelo PRS – Cerrado
UM – Unidade Multiplicadora. Propriedade onde vão ser implementadas uma ou mais tecnologias apoiadas pelo projeto

Parceiros institucionais

MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
UK – Governo do Reino Unido
BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento
IABS – Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade
Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Rede ILPF – Associação formada e cofinanciada pelas empresas Bradesco, Ceptis, Cocamar, John Deere, Soesp, Syngenta e pela Embrapa, com o objetivo de acelerar uma ampla adoção das tecnologias ILPF

Tecnologias apoiadas

ILPF – Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, como sinônimo de SAF – Sistema Agroflorestal
ILF – Integração Lavoura-Floresta
ILP – Integração Lavoura-Pecuária
IPF – Integração Pecuária-Floresta
RPD – Recuperação de Pastagens Degradadas

Sobre o PRS - Cerrado

Somos financiados pela Cooperação Técnica aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com recursos do Financiamento Internacional do Clima do Governo do Reino Unido, tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico. 


Saiba a importância do componente florestal nas práticas produtivas sustentáveis

O manejo de tecnologias com componente florestal em propriedades rurais pode ser muito benéfico para produtores(as), já que reúnem bons resultados e eficiência. E os ganhos ocorrem em diferentes áreas: ambiental, econômica e social. 

Dentre os ambientais, pode-se destacar o maior estoque de carbono nos solos e na biomassa aérea onde há o componente implementado, a redução das emissões de gases de efeito estufa, além da melhoria da infiltração de água no solo. “Um outro benefício ambiental é o sombreamento proporcionado pelo componente arbóreo. Os animais que pastejam nessas áreas apresentam parâmetros respiratórios e de temperatura inferiores aos animais em pleno sol. Com isso aumentam a produção de leite e carne, além de reduzirem o consumo de água”, explica Marina Lima, gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) do PRS - Cerrado.

Nos benefícios econômicos, há diversificação da renda. Se um produtor(a) sai de um monocultivo e parte para o manejo integrado entre o componente florestal e outras culturas, por exemplo, é possível gerar mais receita e diversificar a produção. “Por meio da diversificação da renda do(a) produtor(a), pode-se observar também uma redução da migração das famílias para as cidades, já que a permanência no campo se torna mais atrativa por conta da geração de empregos ao longo do ano”, completa Marina, sobre o benefício social. 

Tecnologias apoiadas pelo PRS - Cerrado

Uma das tecnologias produtivas sustentáveis apoiadas pelo Projeto Rural Sustentável - Cerrado é a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), sinônimo de Sistemas Agroflorestais (SAFs). A ILPF tem três modalidades que contemplam o componente florestal: Integração Lavoura-Floresta, Pecuária-Floresta, e a própria ILPF. 

Veja o vídeo abaixo e saiba mais sobre o componente florestal: