Evento reúne produtores(as), autoridades, especialistas e esquemas de certificação

Voltado ao fortalecimento do conhecimento no processo de adequação e certificação, o Projeto Rural Sustentável - Cerrado promoveu, na quinta, 07/10, o seminário “As certificações como promotoras de boas práticas da agropecuária de baixa emissão de carbono”. Transmitido pelo Youtube, o evento teve mais de 1,2 mil visualizações. Gestores(as) de sete diferentes esquemas de certificação (Forest Stewardship Council - FSC; Rainforest Alliance - RA; Orgânico BR; Certifica Minas; Carne Carbono Neutro-CCN; Rede ILPF e Round Table on Responsible Soy – RTRS) apresentaram as oportunidades para a certificação de sistemas produtivos integrados em pequenas e médias propriedades rurais. 

“Somos uma indústria a céu aberto, o que é um grande desafio para quem está no campo”. Pontuou Mariane Crespolini, diretora de Produção Sustentável e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), durante a mesa de abertura do seminário. Ao destacar o papel das cooperações internacionais, das quais o PRS - Cerrado faz parte, Crespolini ressaltou o papel das certificações para o que chamou de duplo desafio nos cenários nacional e internacional para as próximas décadas. “Mudanças do clima e segurança alimentar. O Brasil tem uma política pública que já completa 10 anos, o Plano ABC [que é uma das políticas estruturantes do PRS - Cerrado]. Com tecnologias de baixa emissão de carbono, conseguimos recuperar 52 milhões de hectares. Para o futuro, temos que ter uma produção de alimentos que garanta a segurança alimentar nacional, contribuindo internacionalmente, e também mitigando gases de efeito estufa”, destacou. A coordenadora-geral de Mudanças do Clima e Agropecuária Sustentável do MAPA, Fabiana Alves, também participou do evento. 

Para a representante da Embaixada Britânica, a Gerente do Fundo Internacional do Clima, Ana Paula Gutierrez, a certificação de produtos agropecuários é fundamental. “Já podemos perceber que a demanda de alimentos está aumentando muito. Consumidores e investidores querem saber de onde vem a comida e os produtos que consomem, valorizando a produção sustentável. Quanto mais sinergia essa produção tiver com os padrões ambientais, mais sólida e mais expressiva será a participação brasileira no mercado local e global de produtos florestais e de alimentos”, defendeu. 

Pelo PRS - Cerrado, serão atendidas as  170 Unidades Demonstrativas do projeto, com um diagnóstico da propriedade e um plano de adequação. “Queremos, juntos aos produtores e produtoras rurais, olhar para o futuro, enxergando as oportunidades das certificações”, destacou a coordenadora de Finanças Verdes do PRS - Cerrado, Marcela Miranda.

Ao longo do evento online, os(as) participantes puderam tirar dúvidas com os(as) palestrantes pelo chat do Youtube, e, ao final, o PRS - Cerrado sorteou um kit exclusivo do projeto. O vídeo completo do seminário está disponível no canal do IABS


Confira a programação completa do seminário sobre certificações do PRS - Cerrado

Nesta quinta-feira, 07 de outubro, o Projeto Rural Sustentável - Cerrado promove o seminário “As certificações como promotoras de boas práticas da agropecuária de baixa emissão de carbono”, com transmissão pelo canal do IABS no Youtube, a partir das 14h30.

A programação do evento conta com a participação de sete esquemas de certificação (Forest Stewardship Council-FSC; Rainforest Alliance-RA; Orgânico BR; Certifica Minas; Carne Carbono Neutro-CCN; Rede ILPF e Round Table on Responsible Soy – RTRS), além de representantes do arranjo institucional do PRS - Cerrado e membros da Frente de Finanças Verdes do projeto.

A primeira meia hora de seminário será reservada à abertura institucional. Logo após, haverá apresentação do PRS - Cerrado, do contexto das certificações e do projeto-piloto em Unidades Demonstrativas (UDs).

Em seguida, o tema será oportunidades e desafios para a certificação da agropecuária de baixa emissão carbono com pequenos(as) e médios(as) produtores e produtoras rurais do Cerrado e, após um breve intervalo, será a vez da apresentação dos sete esquemas de certificação, que vão explicar sobre sua área de atuação, princípios gerais que norteiam suas ações, objetivos e a importância da promoção das boas práticas. 

Haverá espaço para tirar dúvidas pelo chat do YouTube. Todos(as) os(as) participantes terão direito a um certificado e teremos uma surpresa durante o evento!

Confira a programação completa: https://bit.ly/3DcLDzf


PRS - Cerrado realiza seminário sobre certificação de produção sustentável

O Projeto Rural Sustentável - Cerrado promove, no dia 07 de outubro, quinta-feira, o seminário “As certificações como promotoras de boas práticas da agropecuária de baixa emissão de carbono”. Aberto a todo o público, com transmissão pelo Youtube, o evento objetiva mostrar esquemas de certificação como oportunidades para promover o acesso a novos mercados e melhorar a renda de produtores(as) rurais. 

Ao longo do encontro, sete esquemas (Forest Stewardship Council-FSC; Rainforest Alliance-RA; Orgânico BR; Certifica Minas; Carne Carbono Neutro-CCN; Rede ILPF e Round Table on Responsible Soy - RTRS) vão falar sobre sua área de atuação, princípios gerais que norteiam suas ações, objetivos e a importância da promoção das boas práticas. Cada um terá apresentação de 15 minutos. 

Os(as) participantes vão poder identificar desafios e oportunidades para a certificação de sistemas produtivos integrados em pequenas e médias propriedades rurais e fortalecer o conhecimento ao processo de adequação e certificação. Haverá espaço para tirar dúvidas pelo chat do Youtube, além do envio de um certificado de participação e o sorteio de um kit do PRS - Cerrado.

Confira a programação completa do evento aqui: Programação Seminário Certificação

Sobre o PRS – Cerrado

O projeto é financiado pela Cooperação Técnica aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com recursos do Financiamento Internacional do Clima do Governo do Reino Unido, tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.