Dias de Campo do PRS - Cerrado continuam em fevereiro

Após a rodada-piloto em dezembro de 2021, os Dias de Campo (DCs) do PRS - Cerrado têm sequência neste mês de fevereiro. Ao todo, serão 24 eventos nos quatro estados de atuação: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Os DCs fazem parte das ações de sensibilização e empoderamento do projeto e, na prática, são uma troca de conhecimento e experiência entre os(as) participantes. 

Haverá palestras com temas relacionados às áreas de atuação do PRS-Cerrado e ligados a situações enfrentadas por produtores(as) que buscam um meio rural mais produtivo e sustentável, como: estratégias para implantação da agropecuária sustentável e integrada, sistemas agroflorestais e recuperação e manejo de pastagens degradadas.

 

Primeiros DCs

Entre 2 e 11 de dezembro de 2021, mais de 450 pessoas participaram da primeira rodada de Dias de Campo do Projeto Rural Sustentável - Cerrado. Os eventos foram realizados em 12 Unidades Demonstrativas (UDs) e reuniram produtores(as) rurais, representantes de associações e cooperativas, técnicos, instituições de ATER, palestrantes e apoiadores locais do projeto.

Até o fim de 2023, a meta é promover cerca de 650 Dias de Campo.


PRS - Cerrado em números: veja os dados do projeto em Minas Gerais

O Projeto Rural Sustentável - Cerrado divulga nesta segunda-feira (17) a terceira matéria da série “PRS - Cerrado em números”, que traz os dados do projeto em cada um dos estados de atuação. Na matéria de hoje, vamos conhecer os números de Minas Gerais. São 826 propriedades rurais selecionadas por meio de edital, sendo 45 Unidades Demonstrativas (UDs) e 781 Unidades Multiplicadoras (UMs), que somam ao todo 69.415 hectares. 

As UDs em Minas Gerais somam 1.484 hectares de área com uma ou mais tecnologias sustentáveis apoiadas pelo projeto: Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), e suas modalidades, e Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Entre todas elas, a mais presente em território mineiro é a Integração Pecuária-Floresta (IPF), seguida pela RPD, ILPF completa, Integração Lavoura-Pecuária (ILP) e, por fim, Integração Lavoura-Floresta (ILF). Ao todo, são 62 tecnologias implantadas nas 45 UDs. 

Em relação às Unidades Multiplicadoras, a maior parte dos(as) produtores(as) pretende implantar Recuperação de Pastagens Degradadas, com IPF e ILP na sequência. Do total de produtores(as) rurais no estado, 63% são homens, 34% mulheres e 3% não declararam. O estado de Minas Gerais tem, ao todo, 12 Organizações Socioprodutivas (OSPs), instituições por onde serão nucleadas as ações com as UMs, apoiando na organização das ações desenvolvidas junto às propriedades, de forma a deixar um legado para o campo.

Em relação à área de pesquisa, são 6 projetos apoiados pelo PRS – Cerrado em MG. Os temas abordam agropecuária de baixa emissão de carbono, avaliação econômica, desmatamento evitado, inovações tecnológicas e de mercado, Internet das Coisas, Nexus/MRV, Sistemas de Produção – URTP e sustentabilidade na produção agropecuária.

Confira as outras duas matérias da série:

PRS – Cerrado em números: veja os dados do projeto em Goiás

PRS - Cerrado em números: conheça os dados em Mato Grosso


PRS - Cerrado em números: conheça os dados em Mato Grosso

A série de matérias “PRS - Cerrado em números” tem sequência hoje com os dados do projeto em Mato Grosso: apresentamos um pouco mais dos detalhes dos resultados dos editais em cada um dos quatro estados de atuação. Em MT, na região Centro-Oeste do Brasil, foram 734 propriedades rurais selecionadas: 32 Unidades Demonstrativas (UDs) e 702 Unidades Multiplicadoras (UMs).

As Unidades Demonstrativas somam 1.285 hectares de área com uma ou mais tecnologias produtivas sustentáveis apoiadas no âmbito do projeto: Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), e suas modalidades, e Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Dessas, a mais presente nas UDs é a RPD, seguida pela Integração Pecuária-Floresta (IPF), Integração Lavoura-Pecuária (ILP) e Integração Lavoura-Floresta (ILF). Nas 32 Unidades Demonstrativas em Mato Grosso, ao todo, são 39 tecnologias implantadas.

No estado, as 702 Unidades Multiplicadoras são os locais que ainda irão implementar a agropecuária de baixa emissão de carbono. A maioria dos(as) beneficiários(as) selecionados(as) como UMs pretende trabalhar com a Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), com a Integração Lavoura-Pecuária, Pecuária-Floresta, Lavoura-Floresta e Lavoura-Pecuária-Floresta na sequência. Quanto ao gênero, 64% são homens, 35% mulheres e 1% não declarou. 

Em todo o Mato Grosso, são 10 Organizações Socioprodutivas (OSPs) selecionadas por meio de edital. As OSPs são as instituições por onde serão nucleadas as ações com as UMs, apoiando na organização das ações desenvolvidas junto às propriedades, de forma a deixar um legado para o campo. 

Em relação à área de pesquisa, são 7 projetos apoiados pelo PRS - Cerrado em MT. Os temas abordam agropecuária de baixa emissão de carbono, avaliação econômica, desmatamento evitado, inovações tecnológicas e de mercado, Internet das Coisas, Nexus/MRV, Sistemas de Produção – URTP e sustentabilidade na produção agropecuária.

Dias de campo

Neste mês de dezembro, foram realizados os primeiros Dias de Campo (DC) do Projeto Rural Sustentável - Cerrado. Por meio desses eventos, o projeto visa a troca de experiências entre produtores(as) rurais, técnicos(as) de assistência técnica e extensão rural, os ATECs, e organizações de produtores(as) para a promoção e disseminação de práticas produtivas sustentáveis. Em Mato Grosso, foram 3 DCs em localidades diferentes: Barra do Garças, Sorriso e Juscimeira. Até o final das atividades do PRS - Cerrado, serão mais de 650 Dias de Campo entre os quatro estados de atuação.


Iniciamos os Dias de Campo do PRS - Cerrado

Entre os dias 2 e 11 de dezembro, o PRS - Cerrado promoveu os primeiros Dias de Campo (DC) do projeto. Esses eventos, que fazem parte das ações de sensibilização e empoderamento, ocorreram em 12 Unidades Demonstrativas (UDs) nos quatro estados de atuação: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Este é o início das atividades presenciais de integração entre os diferentes atores do público-alvo do projeto. Todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 foram respeitados. 

Os DCs funcionam como um intercâmbio de experiência entre os(as) participantes. Reúnem teoria e prática, por meio de palestras e observação em campo, de tecnologias já implantadas e bem-sucedidas, que servem como exemplo aos(às)interessados(as) em replicar as práticas produtivas sustentáveis. Produtores(as) rurais, representantes de associações e cooperativas, técnicos, instituições de ATER, palestrantes e apoiadores locais do projeto participaram dos eventos. 

Os temas abordados nas palestras foram relacionados às áreas de atuação do PRS-Cerrado e diretamente ligados a situações enfrentadas pelos produtores(as), como: estratégias para implantação da agropecuária sustentável e integrada, sistemas agroflorestais e recuperação e manejo de pastagens degradadas. “Esses Dias de Campo foram considerados piloto para avaliarmos a nossa metodologia, a estrutura do evento e a adesão do público para melhorarmos ainda mais as próximas edições,” comentou Marília Ramos, Coordenadora de Campo do PRS-Cerrado. Até o fim de 2023, a intenção é promover cerca de 650 eventos como esse.

Dia de Campo em Barra do Garças, Mato Grosso

Participantes por estado

No cenário por localidade, Mato Grosso do Sul teve três Dias de Campo, nos municípios de Anaurilândia, Três Lagoas e Campo Grande. Ao todo, 130 pessoas participaram das ações que tiveram como tema recuperação de pastagens em áreas degradadas e sistemas agroflorestais. O estado tem 1.122 Unidades Multiplicadoras (UMs) e 48 UDs cadastradas.

O produtor rural Marcos Aparecido Cabrini participou do Dia de Campo em Três Lagoas, elogiou o tema e reforçou que ações como essas contribuem para o aprendizado e troca de experiência entre produtores(as). "Às vezes a dificuldade de um é a mesma do outro e em momentos assim a gente compartilha e chega mais rápido a uma solução”, complementou ele.

Em Mato Grosso, estado que reúne 702 UMs e 32 UDs, os municípios de Sorriso, Juscimeira e Barra do Garças receberam os eventos. Foram 117 participantes. “Essa troca de experiências junto aos produtores sempre é lucrativa para todos. Importante trazer o produtor para a conscientização do que tem em mãos e o que está fazendo com o que tem em mãos”, disse Marcos Roberto Baptista Vasconcelos, engenheiro agrônomo da EMPAER-MT e palestrante do Dia de Campo em Juscimeira.

Já em Goiás, foram 115 participantes nos eventos realizados em Ipameri, Quirinópolis e Morrinhos. Em todo o estado, são 45 Unidades Demonstrativas e 582 propriedades rurais selecionadas como Unidades Multiplicadoras. A produtora Sônia Bonato, da Fazenda Palmeiras, sediou o Dia de Campo na região de Ipameri e relembrou a importância das práticas produtivas na propriedade. “Nós não conseguimos saber de tudo, por isso é importante buscar conhecimento e momentos assim favorecem isso,” conclui ela.

Por fim, em Minas Gerais, 95 pessoas participaram dos DCs que ocorreram em Uberlândia, Guarda-Mor e Curvelo. No estado mineiro, são 781 Unidades Multiplicadoras cadastradas e 45 UDs. Vânia Maria Guimarães, da Fazenda Campo Alegre, sediou o DC na região de Guarda-Mor. "Dias de Campos são momentos em que a gente conta toda a nossa história mostrando que isso dá certo. É uma oportunidade para mostrarmos nosso trabalho. Foram 12 anos de persistência, dedicação e trabalho, se nós chegamos até aqui outros também podem chegar”, destacou a produtora.


PRS - Cerrado lança edital para assistência técnica e extensão rural em UDs

Está disponível no site do PRS - Cerrado o Termo de Referência do processo seletivo que vai contratar empresas para prestação de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) nas 170 Unidades Demonstrativas (UDs) do projeto. O foco deste edital é a construção conjunta com produtores(as) rurais de um diagnóstico e um Plano de Adequação das práticas produtivas e da propriedade com vista à sustentabilidade, considerando ainda a aptidão a certificações.

No âmbito do projeto, são sete esquemas de certificação trabalhados: Forest Stewardship Council-FSC; Rainforest Alliance-RA; Orgânico BR; Certifica Minas; Carne Carbono Neutro-CCN; Rede ILPF e Round Table on Responsible Soy – RTRS. O atendimento das instituições de ATER será por meio de visitas técnicas presenciais e remotas, e o prazo de execução previsto é de 12 meses. 

Importante: este processo seletivo é exclusivamente direcionado para as Instituições pré-qualificadas na 1ª e 2ª Chamada de Instituições de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) do Projeto Rural Sustentável - Cerrado. Confira aqui o resultado do edital.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o PRS - Cerrado pelo 0800 038 6616 ou mande uma mensagem para 61 9 8413-9285. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, horário de Brasília.


PRS - Cerrado em números: veja os dados do projeto em Goiás

O PRS - Cerrado começa hoje a série de matérias sobre os números do projeto em cada um dos quatro estados de atuação - Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Em Goiás, no Centro Oeste do País, foram 627 propriedades rurais selecionadas por meio de editais: 45 Unidades Demonstrativas (UDs) e 582 propriedades rurais selecionadas como Unidades Multiplicadoras (UMs). 

As UDs já possuem uma ou mais tecnologias sustentáveis apoiadas pelo projeto: Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e/ou Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Elas servem como propriedades-modelo em que estão previstas uma série de ações, como assistência técnica e extensão rural e a execução de um programa-piloto de certificações. Com a realização dos Dias de Campo, essas propriedades impulsionam a implementação de tecnologias sustentáveis e a disseminação de informação entre o público beneficiário do projeto. No estado goiano, as UDs somam 2.824 hectares de área com tecnologia implantada, sendo a Integração Lavoura-Pecuária (ILP) a mais frequente, seguida pela Integração Pecuária-Floresta (IPF), RPD, ILPF e, por fim, Integração Lavoura-Floresta (ILF).

Já as UMs são as propriedades que ainda irão implementar uma agropecuária de baixa emissão de carbono. No estado de Goiás, ao todo, os(as) produtores(as) pretendem implantar 649 tecnologias, número maior do que o total de propriedades já que um(a) mesmo produtor(a) pode implementar mais de uma tecnologia de baixa emissão de carbono. A maior parte pretende introduzir Recuperação de Pastagens Degradadas, seguido pela Integração Lavoura-Pecuária, Pecuária-Floresta, ILPF e Lavoura-Floresta. Em relação ao gênero dos(as) beneficiários(as), 67% são homens, 30% mulheres e 3% não declararam. 

As atividades do projeto nas UMs são nucleadas por meio das Organizações Socioprodutivas (OSPs), nome dado aos coletivos de produtores(as) rurais e que, junto ao projeto, apoiam na organização das ações desenvolvidas junto às UMs, de forma a deixar um legado para o campo. Em Goiás, são 7 OSPs atuando em 19 municípios.

O PRS - Cerrado também atua no estado goiano por meio do apoio a pesquisas científicas. As linhas temáticas dos projetos contemplados abordam agropecuária de baixa emissão de carbono, avaliação econômica, desmatamento evitado, inovações tecnológicas e de mercado, Internet das Coisas, Nexus/MRV, Sistemas de Produção - URTP e sustentabilidade na produção agropecuária. Essas pesquisas são executadas por instituições como a Embrapa, Universidade Federal de Goiás, Universidade de Brasília e Instituto Federal Goiano.

 

Dezembro começam os Dias de Campo

Entre 2 e 11 de dezembro, ocorrem os primeiros Dias de Campo (DCs) do PRS - Cerrado. Serão 12 entre os quatro estados de atuação do projeto - Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Esta importante etapa visa a troca de experiências entre produtores(as) rurais, técnicos(as) de assistência técnica e extensão rural, os ATECs, e organizações de produtores(as), as OSPs, para a promoção e disseminação de práticas produtivas sustentáveis. Por meio do diálogo, os DCs proporcionam uma reflexão sobre a forma de produção e os possíveis caminhos de melhorias. É o início da construção conjunta com os(as) beneficiários(as) rumo a um meio rural mais sustentável e inclusivo. Até o final das atividades do PRS - Cerrado, serão mais de 650 eventos. 

Haverá palestras com especialistas em temas apoiados no âmbito do projeto, como estratégias para implantação da agropecuária sustentável e integrada, sistemas agroflorestais, recuperação e manejo de pastagens degradadas.


Dias de Campo do PRS - Cerrado começam em dezembro

Na primeira quinzena de dezembro, começam os Dias de Campo (DC) do PRS - Cerrado. Este importante evento do projeto visa a troca de experiências entre produtores(as) rurais, técnicos(as) de assistência técnica e extensão rural, os ATECs, e organizações de produtores(as), as OSPs, para a promoção e disseminação da adoção de novas tecnologias produtivas. Por meio do diálogo, os Dias de Campo representam o projeto acontecendo na prática e proporcionam uma reflexão sobre a forma de produção e os possíveis caminhos de melhorias. É o início da construção conjunta com os(as) beneficiários(as) rumo a um meio rural mais sustentável e inclusivo. Até o final das atividades do PRS - Cerrado, serão mais de 650 eventos. 

Entre 2 e 11 de dezembro, serão 12 Dias de Campo piloto nos quatro estados de atuação do projeto - Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Haverá palestras com especialistas em temas apoiados no âmbito do projeto, como estratégias para implantação da agropecuária sustentável e integrada, Sistemas Agroflorestais e recuperação e manejo de pastagens degradadas. O PRS - Cerrado garante que todos protocolos de segurança contra a Covid-19 serão seguidos. 

Para saber mais informações dos Dias de Campo, entre em contato com o(a) monitor(a) da sua região. Há também os canais de atendimento do projeto: nosso call center, 0800 038 6616, e Whatsapp, pelo (61) 98413-9285. O contato pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, horário de Brasília.


Oportunidades abertas para a Frente de Campo do PRS - Cerrado

O PRS - Cerrado está com duas oportunidades abertas para a Frente de Campo do projeto: Gerência Executiva de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e Gerência Executiva de Dias de Campo. Interessados(as) têm até 28 de novembro para submeter a candidatura. 

As duas vagas exigem experiência comprovada de no mínimo dois anos, residência em Brasília, disponibilidade para viagens e carteira de motorista categoria “B”. A contratação seria por meio de pessoa jurídica e os trabalhos serão supervisionados pela Coordenação de Campo do PRS - Cerrado. 

É desejável, porém não obrigatório, conhecimento da língua inglesa. 

Acesse os termos de referência: 

Gerência Executiva de ATER
Gerência Executiva de Dias de Campo


Mais de 3 mil propriedades rurais selecionadas para o Edital Integrado de OSPs e UMs

O Edital Integrado de Organizações Socioprodutivas (OSPs) e Unidades Multiplicadoras (UMs), do PRS – Cerrado, teve 3.187 propriedades rurais e 42 OSPs selecionadas. Os números superam a meta inicial do edital, que era selecionar 26 organizações e 3.000 UMs. Ao todo, nos quatro estados de atuação (GO, MG, MT e MS), a área total das propriedades soma mais de 275 mil hectares. 

A partir da segunda-feira, 08/11, a equipe do PRS - Cerrado estará disponível para dúvidas. Basta entrar em contato via nosso call center 0800 038 6616 ou mandar uma mensagem de Whatsapp para o 61 9 8413-9285. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, horário de Brasília. 

Veja aqui o resultado do Edital Integrado de OSPs e UMs

Benefícios do edital

Para cada OSP selecionada, o projeto vai oferecer inicialmente um diagnóstico técnico-participativo, que reúne análise das áreas econômica, tecnológica, gerencial, produtiva, comercial e ambiental, seu papel na cadeia produtiva e na promoção da agropecuária de baixa emissão de carbono. A partir daí, será elaborado em conjunto o Plano de Negócios (PN), com foco no melhoramento da gestão e abertura de mercado. Com base no PN, serão apoiadas demandas coletivas elegíveis para financiamento por meio de Benefícios Coletivos (BCs). Entenda melhor sobre esses Benefícios clicando aqui.

Por meio de ações formativas e capacitação direcionadas, o edital também prevê o fortalecimento institucional das OSPs, a formação de lideranças e a facilitação do acesso a instrumentos financeiros variados.

Para as Unidades Multiplicadoras, além de também terem acesso aos BCs, haverá também assistência técnica e gerencial especializada para implementação das tecnologias sustentáveis apoiadas pelo PRS – Cerrado; acesso às ações formativas e de capacitação; ações de apoio e incentivo do projeto relacionadas com acesso ao crédito rural, certificação, transferência tecnológica; participação nos Dias de Campo, dentre outros.

Aprovadas com restrição

Das 42 Organizações Socioprodutivas selecionadas, 18 estão com o status de “aprovadas com restrição”. São as OSPs que não atingiram número suficiente de UMs e/ou possuem alguma pendência documental. Essas Organizações, até a regularização das documentações ou inclusão de novas UMs, não terão acesso aos BCs, mas poderão acessar os demais benefícios previstos no processo seletivo.


Diversos processos seletivos disponíveis no PRS - Cerrado

O Projeto Rural Sustentável - Cerrado está com seis oportunidades abertas em diferentes áreas: Assessor(a) Administrativo de Campo; Assessor(a) Técnico de Campo; Coordenador(a) Técnico Estadual - MG; Assessoria de Benefícios Coletivos; Gerência de Comunicação e Gerência Executiva em Sistematização de Resultados. Interessados(as) têm até 31 de outubro para submeter a candidatura. 

Para todas as vagas, a contratação será por meio de pessoa jurídica e é necessário disponibilidade para viagens, que serão previamente acordadas conforme as demandas do projeto. Com exceção da vaga para Minas Gerais, os(as) candidatos(as) devem residir em Brasília para trabalho presencial, com disponibilização de espaço físico e condições para o desenvolvimento das atividades na sede do IABS. 

É desejável, porém não obrigatório, conhecimento da língua inglesa.

 

Acesse os Termos de Referência:

Assessor(a) Administrativo de Campo 
Assessor(a) Técnico de Campo 
Coordenador(a) Técnico Estadual - Minas Gerais
Assessoria de Benefícios Coletivos
Gerência de Comunicação
Gerência Executiva em Sistematização de Resultados