Mês de março: mês das mulheres no PRS – Cerrado!

O PRS-Cerrado organizou uma programação especial para os Dias de Campo (DCs) neste mês de março. Como parte das comemorações do mês da Mulher, a rodada de DCs está voltada para o papel inovador das mulheres no meio rural: desafios, experiências e oportunidades. Além de abrir a propriedade para demonstrar as boas práticas, as produtoras rurais que são Unidades Demonstrativas no projeto compartilham experiências e conhecimentos adquiridos à frente de suas propriedades, na gestão dos negócios e parcerias. 

Neste dia 8, Dia Internacional da Mulher, a programação está pra lá de especial. Em cada um dos quatro estados de atuação do PRS-Cerrado, está acontecendo uma roda de conversa com convidadas que representam a força da mulher no meio rural.

Em Campo Grande (MS), chamamos seis convidadas que representam a força da mulher para falar sobre o protagonismo feminino no campo e na cidade. Em Uberlândia (MG), mulheres empreendedoras nas áreas relacionadas à produção agrícola falam a respeito dos seus olhares sobre o campo. Em Ipameri (GO), a roda de conversa ganha ares de café com prosa e convida para colocar a mão na terra. Por fim, Sorriso (MT) apresenta duas rodas de conversa: uma sobre inovação, qualidade e bem-estar animal e outra sobre liderança feminina e reconhecimento da sociedade.

A diretora substituta do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação (DEPROS/SDI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Fabiana Villa Alves, está em Ipameri (GO) falando sobre o papel inovador das mulheres no campo. O diretor geral do PRS-Cerrado, Tadeu Assad, também prestigia o evento, na abertura do DC. 

Confira a programação completa do Dia D na sua região:

Goiás

Ipameri, Fazenda Palmeiras

PALESTRA INSPIRADORA - O papel inovador das mulheres no campo: desafios, experiências e oportunidades

  • Fabiana Villa Alves - diretora substituta do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação (DEPROS/SDI) do MAPA

CAFÉ COM PROSA: colocando a mão na terra

  • Neidiane Divina - Produtora Rural 
  • Sônia Bonato - Proprietária da Fazenda Palmeiras 
  • Camila Almeida - Especialista em queijos e produção de leite A2A2 
  • Edineia Becker - Produtora Rural

Mediadora: Josyany Duarte - Coordenadora Estadual do PRS - Cerrado

Mato Grosso

Sorriso, Sítio Vila Láctea

RODA DE CONVERSA: O protagonismo da mulher no Campo: Liderança e reconhecimentoTema 1: Inovação nos processos (selo Art), Qualidade (boas práticas) e bem estar animal (práticas)  

  • Rita De Cassia Pinto Hachiya - Proprietária do Sítio Vila Láctea

Tema 2: Liderança feminina e reconhecimento da sociedade

  • Ana Cristina - Associação do Assentamento

Mediação: Renata Taques - Coordenadora Estadual do PRS - Cerrado

PALESTRA

Sanidade animal e o papel do INDEA no controle de doenças de notificação obrigatória 

  • Daniela - Médica veterinária do INDEA
Mato Grosso do Sul

Campo Grande, Sítio Flor do Cerrado

RODA DE CONVERSA - Protagonismo feminino no Campo e na Cidade

  • Ana Paula Seemann - Produtora da UD e proprietária do Les Amis Bistrô
  • Márcia Chiad - Bióloga e proprietária do Recanto das Ervas - Jardim Gastronômico 
  • Jovelina Maria Oliveira - Extensionista AGRAER 
  • Ana Cristina Ajala - Engenheira Agrônoma e gerente de pesquisa da Agraer. Área de pesquisa: planta medicinais e nativas, há mais de 10 anos desenvolve pesquisas sobre guavira
  • Marlene Gonçalves  - Produtora rural e presidente da cooperativa CONDAF

Mediação: Fabiana Vasconcellos - Coordenadora Estadual do PRS - Cerrado

PALESTRA

Cultivo de PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais) em Sistemas Agroflorestais

  • Márcia Chiad - agricultora urbana há 20 anos, jornalista e proprietária do Recanto das Ervas
Minas Gerais

Uberlândia, Sítio Duas Amigas

RODA DE CONVERSA - O olhar sobre o campo: por mulheres empreendedoras nas áreas relacionadas à produção agrícola

  • Cleiciane Wellingta Ferreira - Produtora Rural
  • Denise Ferreira - Produtora Rural
  • Polyana Custódio Duarte - Bióloga da ONG Angá
  • Guilhermina Maria Severina - EMATER/MG 
  • Silvana Cipriano da Rocha - Consultora AGROLAGO
  • Lidiane Silva dos Reis - SENAR

Mediação:  Marília Ramos - Coordenadora de Campo do PRS - Cerrado

PALESTRA - A inserção da mulher no campo, um bate papo sobre a conquista da terra 

  • Cleiciane Wellingta Ferreira - Produtora Rural

 

Veja o relato completo pelo youtube: https://bit.ly/35Xz0wM


Aberto período de pré-inscrição no Mestrado Profissional do PRS - Cerrado

Oferecido em parceria com a Universidade Federal de Lavras (UFLA), o curso é voltado para tecnologias de agropecuária de baixa emissão de carbono e mudanças climáticas, com ênfase em sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta (ILPF) tem como objetivo ampliar o conhecimento e o desenvolvimento de técnicas de profissionais que atuem na área agrária ou  áreas afins, para que possam incrementar a sua atuação em sistemas de produção, contribuindo para um aproveitamento sustentável das propriedades rurais. Está direcionado para o público-alvo do projeto e, como uma pós-graduação stricto sensu, requer o título de graduação do participante.

O curso faz parte das ações formativas do PRS - Cerrado. Um dos objetivos do projeto com esta formação é construir um perfil de pessoas capazes de dialogar com os grandes desafios da atualidade, como por exemplo na temática das mudanças climáticas. A intenção é que o conhecimento adquirido possa ser implementado de forma prática nas atividades profissionais dos(as) participantes, contribuindo com o desenvolvimento rural local e regional.

Cadastro

Para fazer a pré-inscrição, é necessário entrar no site do Programa de Capacitação, clicar em Mestrado Profissional e preencher as informações necessárias.

A pré-inscrição não garante a vaga do candidato ao Mestrado, ela tem o objetivo de verificar se os(as) candidatos(as) fazem parte do público-alvo do projeto. Ao se cadastrar, o(a) candidato(a) receberá um e-mail de confirmação de que a pré-inscrição foi realizada com sucesso. A análise será feita pela equipe do PRS - Cerrado. Caso seja confirmada a informação, será gerada uma Declaração de Aptidão para se inscrever no processo seletivo, conforme os editais de seleção dos Programas de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia da Produção Animal (PPGCTPA) e de Pós-graduação em Desenvolvimento Sustentável e Extensão (PPGDE), programas da UFLA que são parceiros deste Mestrado. 

O processo será feito no site da Universidade Federal de Lavras. Os(as) candidatos(as) poderão se inscrever e participar do processo seletivo em apenas um dos programas da UFLA!

A inscrição, o envio de documentos e o acompanhamento das etapas do processo seletivo serão realizados via site dos respectivos programas da UFLA, parceiros do curso.

Número de vagas

O curso oferecerá 24 vagas, distribuídas entre os dois programas da UFLA, sendo 12 vagas para cada programa. A distribuição se dará da seguinte forma: 4 vagas por estado atendido pelo projeto (GO, MG, MT e MS), totalizando 16 vagas; 4 vagas para participantes de Instituições que compõem o Comitê Consultivo do PRS – Cerrado; e 4 vagas para técnicos e consultores do projeto.

Mais informações: ruralsustentavel.org/programa-de-capacitacao/mestrado-profissional/


Confira a programação completa do seminário sobre certificações do PRS - Cerrado

Nesta quinta-feira, 07 de outubro, o Projeto Rural Sustentável - Cerrado promove o seminário “As certificações como promotoras de boas práticas da agropecuária de baixa emissão de carbono”, com transmissão pelo canal do IABS no Youtube, a partir das 14h30.

A programação do evento conta com a participação de sete esquemas de certificação (Forest Stewardship Council-FSC; Rainforest Alliance-RA; Orgânico BR; Certifica Minas; Carne Carbono Neutro-CCN; Rede ILPF e Round Table on Responsible Soy – RTRS), além de representantes do arranjo institucional do PRS - Cerrado e membros da Frente de Finanças Verdes do projeto.

A primeira meia hora de seminário será reservada à abertura institucional. Logo após, haverá apresentação do PRS - Cerrado, do contexto das certificações e do projeto-piloto em Unidades Demonstrativas (UDs).

Em seguida, o tema será oportunidades e desafios para a certificação da agropecuária de baixa emissão carbono com pequenos(as) e médios(as) produtores e produtoras rurais do Cerrado e, após um breve intervalo, será a vez da apresentação dos sete esquemas de certificação, que vão explicar sobre sua área de atuação, princípios gerais que norteiam suas ações, objetivos e a importância da promoção das boas práticas. 

Haverá espaço para tirar dúvidas pelo chat do YouTube. Todos(as) os(as) participantes terão direito a um certificado e teremos uma surpresa durante o evento!

Confira a programação completa: https://bit.ly/3DcLDzf


Pesquisas Direcionadas: veja os principais temas dos projetos em execução

Desenvolvidas em Unidades de Referência Tecnológica e de Pesquisa da Embrapa (URTPs) e em Unidades Demonstrativas (UDs) do PRS – Cerrado, além do envolvimento das Unidades Multiplicadoras (UMs), as Pesquisas Direcionadas já iniciaram suas atividades. São quase R$ 9 milhões investidos pelo projeto em 13 pesquisas, que envolvem mais de 140 pesquisadores(as), analistas e técnicos(as). ”As Pesquisas Direcionadas tiveram origem por meio de uma oficina com vários(as) pesquisadores(as) da Embrapa que são considerados(as) referência nos três eixos centrais do PRS-Cerrado. Foram avaliados temas prioritários para a região de estudo e posteriormente  selecionados aqueles que estavam alinhados com as metas do projeto”, diz Marcella Vidal, coordenadora de Pesquisa do PRS – Cerrado.

Essas 13 pesquisas são agrupadas em 5 grandes grupos: IoT (internet das coisas); Avaliação econômica; Desmatamento evitado; Nexus água-energia-alimentação / MRV (Monitoramento, Registro e Verificação) e Sistemas de produção por meio das URTPs. Cada um desses temas majoritários apresenta uma série de linhas de pesquisa, sempre com foco nos benefícios sustentáveis para o público-alvo e com a preocupação do PRS - Cerrado em repassar o conhecimento para a sociedade de forma acessível. “Trata-se de grandes grupos guarda-chuva. Por meio deles, conseguiremos mensurar algumas das grandes metas do projeto. Por exemplo, para medir a mitigação de gases de efeito estufa (GEE) que será alcançada por meio do PRS - Cerrado, vamos trabalhar com a integração de dados gerados por essas diversas pesquisas”, exemplifica Vidal. 

Avaliação econômica
No âmbito da Avaliação econômica, com vista ao apoio e suporte econômico a produtores(as), pode-se destacar a avaliação do impacto regional da intensificação sustentável da produção rural, a aplicação de modelos a partir da verificação de preços, uso da terra e ambiente, e cenários futuros de expansão, competitividade e sustentabilidade para a agropecuária brasileira. 

IoT
Já na Internet das coisas (IoT), os temas seguem pelo caminho do desenvolvimento de tecnologias em conexão com o(a) produtor(a), como por exemplo, redes de sensores para identificação automatizada de animais, alertas de controle de pragas por redes de estações meteorológicas, e modelos de projeção da produtividade da pastagem e da ingestão de forragem pelos animais. 

Desmatamento evitado
Dentro do tema do Desmatamento evitado, o norte é estimar o desmatamento evitado e os valores de bens ecossistêmicos gerados e produzidos no bioma Cerrado. Desta forma será possível auxiliar no direcionamento de políticas e investimentos para áreas com alto risco de desmatamento ou com potencial para desenvolvimento de serviços ecossistêmicos.

Nexus água-energia-alimentação
Em outra frente, a abordagem Nexus atua de maneira conjunta com o MRV. Assim, será possível analisar as inter-relações entre os recursos água, alimento e energia, buscando aumento de produtividade e não comprometendo a segurança quanto ao acesso desses recursos, bem como permitir que os dados coletados em diferentes escalas (local e regional) sejam compatíveis entre si.

Sistemas de produção
Por fim, as pesquisas relacionadas aos Sistemas de produção são desenvolvidas nas URTPs, que correspondem a fazendas onde a Embrapa desenvolve estudos de ponta sobre as tecnologias apoiadas pelo PRS - Cerrado. Nessas pesquisas serão estudadas diferentes áreas relacionadas com a produção - balanço de carbono em sistemas ILPF, avaliação do desempenho animal, qualidade do solo, dentre outros. Esses ensaios buscam o apoio técnico científico para responder os desafios da agropecuária de baixa emissão de carbono.

As Pesquisas Direcionadas ocorrem simultaneamente ao Edital de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) do PRS - Cerrado, que recentemente selecionou 20 projetos voltados para temas prioritários de estudo nas temáticas de Sustentabilidade na Produção Agropecuária,  Agricultura de baixa emissão de Carbono e também de Inovações Tecnológicas e de Mercado.

Sobre o PRS – Cerrado

O PRS - Cerrado é financiado pela Cooperação Técnica BR-T1409 aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com recursos oriundos do Financiamento Internacional do Clima do Governo do Reino Unido, tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é responsável pela execução e administração técnica, financeira e fiduciária do projeto (Convênio BID – IABS ATN/LC-1708-BR). A Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio às demais atividades executivas do projeto.


Edital para produtores(as) rurais é prorrogado até dia 11/12

Pequenos(as) e médios(as) produtores e produtoras rurais de GO, MG, MT e MS têm até o dia 11 de dezembro para participarem do primeiro edital aberto dentro do Projeto Rural Sustentável – Cerrado. A Chamada de Cadastramento e Seleção de Unidades Demonstrativas está disponível desde o dia 23/10 e escolherá até 170 propriedades rurais localizadas nos estados de atuação do projeto. Para concorrer no processo, é indispensável que produtores e produtoras rurais tenham implantada em suas propriedades agrícolas alguma das tecnologias apoiadas pelo PRS - Cerrado: sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entendidas como sinônimo de Sistemas Agroflorestais (SAFs), e/ou Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD).

Os benefícios oferecidos para as propriedades que se tornarem uma UD contemplam assistência técnica gratuita por 12 meses; ampla divulgação em redes sociais, comitês e eventos; apoio financeiro para a estruturação do espaço em até R$ 30 mil; realização de Dias de Campo; execução de um programa-piloto de certificação(ões) e de um programa-piloto de avaliação e implementação de um mecanismo financeiro diferenciado; ações de pesquisas; além de orientação e capacitação de produtores(as) rurais, técnico(as)s e organizações socioprodutivas com conhecimentos específicos das tecnologias. Portanto, será por meio das UDs o impulsionamento para a implementação de tecnologias sustentáveis e a disseminação de informação entre o público beneficiário do projeto.

Canais de atendimento a produtores(as)

Em caso de dúvidas sobre o edital, sobre a documentação necessária para participar ou dificuldades no momento do cadastramento, há um call center disponível pelo 0800 038 6616, de segunda a sexta, das 9h às 18h (horário de Brasília). Também é possível tirar dúvidas pelo e-mail chamada.ud@iabs.org ou pelo WhatsApp: 61 9 8413 9285. Foi elaborado, ainda, um tutorial com o passo a passo para o cadastramento e um vídeo com todas as orientações. No último dia 12, foi realizada uma live sobre o tema, disponível no canal IABSTV.

Sobre o Projeto Rural Sustentável – Cerrado

Financiado pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional, o PRS – Cerrado é resultado de parcerias que objetivam aumentar a renda e a produtividade de produtores e produtoras rurais do bioma Cerrado, sem agredir o meio ambiente. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.


Realizada reunião com o governo do MS sobre o PRS-Cerrado

Apresentação do projeto ao grupo gestor do Plano ABC no Estado foi realizada no dia 26/06, por meio de encontro virtual

No dia 26/06, a equipe do PRS – Cerrado fez uma exposição do projeto a instituições do governo do Mato Grosso do Sul. Do ente federativo, participaram representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO/MS), da Federação da Agricultura e Pecuária (FAMASUL), da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/MS) e da Embrapa Gado de Corte. Os presentes destacaram que iniciativas previstas no Projeto, como Unidades Demonstrativas e Multiplicadoras, além dos Dias de Campo, são ferramentas essenciais para uma adequada assistência técnica- participativa.

Na ocasião, Francisco Pacca, superintendente da EMAGRO/MS, assim como os demais, colocaram-se à disposição para colaborar com o avanço do projeto e suas ações no Estado. A cooperação técnica, arranjo institucional, objetivos, áreas de atuação e as principais ações ao longo dos quatro anos de execução pelo PRS-Cerrado, além da reestruturação do Plano ABC no estado sul mato-grossense foram alguns dos pontos mencionados durante o encontro. Foi destacada também a existência no estado de diversos Programas, cujas ações têm uma conexão com àquelas do PRS-Cerrado, como o Programa de Treinamento e Capacitação Técnica Continuada.

Além de Clóvis Toletino (FAMASUL), do auditor Marco Antônio de Oliveira Georges (MAPA/SFA-MS) e os pesquisadores Ademir Hugo Zimmer e Alexandre Romeiro de Araújo (Embrapa Gado de Corte), também participaram da reunião Marília Ramos, coordenadora de Campo e Felipe Martini Santos, coordenador em MS – ambos do PRS - Cerrado.


Projeto é apresentado aos representantes do Estado de Goiás

Encontro online, ocorrido no último dia 7, objetivou a apresentação do Projeto e um convite ao envolvimento do Estado

A produção agropecuária é uma importante atividade econômica do Estado de Goiás. E é justamente o interesse em continuar apoiando essa área com o norte da sustentabilidade que o superintendente de Produção Rural Sustentável (SEAPA-GO), Donalvam Maia, acompanhou a apresentação do Rural/Sustentável – Cerrado, no dia 07/07, e as propostas de atuação no Estado. Ele destacou a proximidade das ações do projeto com a Superintendência e o interesse na reativação do Grupo Gestor do plano ABC no âmbito estadual.  Também participaram o gerente de Agricultura Familiar e Agricultura Sustentável, Ricardo Carneiro de Araújo, e o professor do Instituto Federal de Goiás – Campus Morrinhos, Emerson Trogello.

A apresentação do PRS-Cerrado foi feita por Marília Ramos, coordenadora de Campo. Nilo Leal Sander, coordenador Estadual de Goiás também esteve presente na ocasião.